• Portais do Grupo Hoje Comunicações

Do jeito de Deus

“Disse o Senhor: De fato tenho visto a opressão sobre o meu povo no Egito, e também tenho escutado o seu clamor, por causa dos seus feitores, e sei quanto eles estão sofrendo. Por isso desci para livrá-lo das mãos dos egípcios e tirá-los daqui para uma terra boa e vasta, onde manam leite e mel: a terra dos cananeus, dos hititas, dos amorreus, dos ferezeus, dos heveus e dos jebuseus”. Êxodo 3:7-8

No dia primeiro de janeiro de 2017, eu e minha esposa recebemos alguns familiares em nossa casa para um churrasco. Sempre nos reunimos no feriado do começo do ano. Como sempre, eu fazia o papel de churrasqueiro. Ao acender a churrasqueira, e tentar fazer ela esquentar mais rápido porque os convidados estavam chegando,  o fogo pulou em mim queimando meu cabelo, parte do meu rosto e orelha. Foi terrível viver a sensação de ter o corpo pegando fogo. Fui medicado e ainda participei da confraternização com olhares de piedade da família. ‘Acabei com a festa’.

Estava sem emprego a um ano e no primeiro dia do novo ano acontece isso. Confesso que até comentei com alguns amigos que se o restante do ano fosse igual ao primeiro, não chegaria vivo em dezembro. Minha esposa passou a me chamar de homem tocha a partir daquele dia.

Estou vivo, e posso dizer que até aqui nos ajudou o Senhor. Sempre no ano novo criamos perquisitivas para realizar nossos sonhos. Eu não tinha nenhum…

Já no meio do ano, criei coragem para realizar um grande sonho: de estudar Teologia. Peguei minha família e fui. Você tem sonhos?

Martin Luther King Jr., um pastor protestante e ativista político estadunidense, um dos mais importantes líderes do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos e no mundo, fez um discurso no dia 28 de agosto de 1963 com o titulo “Eu tenho um sonho”. Ele discursou para cerca de 250 mil pessoas sobre seu sonho de ver uma sociedade em  que todos seriam iguais sem distinção de cor e raça. No seu texto, ele fala do seu sonho de igualdade. Em um trecho Luther apelou: “Eu tenho um sonho que meus quatro pequenos filhos um dia viverão em uma nação onde não serão julgados pela cor da pele, mas pelo conteúdo do seu caráter. Eu tenho um sonho hoje”.

Com certeza é um dos discursos mais bonitos que já vi. Porém até hoje, seu sonho parece estar distante. Somente no céu viveremos essa realidade narrada pelo pastor Martin.

Joaquim da Silva Xavier, mais conhecido como Tiradentes, tinha o sonho de que o Brasil se tonasse uma nação. Lutou também pela liberdade de Minas Garais. Sua execução, em 21 de abril de 1792, encerrou de forma cruel uma vida modesta, de muito trabalho, muito sonho e muita luta. Apesar do seu sonho ter acontecido, ele não viveu para vê-lo se tornar realidade.

Qual é o seu sonho? Devemos ter sonhos e objetivos. Quem sabe ter um carro, casar, comprar uma casa…

Você pode ter várias metas, vários sonhos. Mas nosso sonho maior deve ser o de ir para o céu. Precisamos sonhar com a nova terra, em brincar com os animais no céu.

O sonho de Moisés era: entrar na terra prometida.

Moisés teve uma vida difícil desde o seu nascimento. O Faraó mandou matar todos os bebês. Sua mãe o colocou no rio e sua irmã o acompanhou até que a filha do Faraó o encontrou.

“E Moisés foi instruído em toda a ciência dos egípcios; e era poderoso em suas palavras e obras”. Atos 7:22

Moisés foi criado para ser um líder, do exercito talvez. No entanto, Moisés foi tão grande, que Faraó queria que ele ocupasse seu lugar.

“Pela fé Moisés, sendo já grande, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus, do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado; tendo por maiores riquezas o vitupério de Cristo do que os tesouros do Egito; porque tinha em vista a recompensa”. Hebreus 11:24-26

Moisés recusou ser o grande rei para servir a Deus. Não negocie nada neste mundo para abandonar o céu. ‘Abandone o céu e te farei um grande homem’, seus princípios por exemplo. Nunca negocie seu sonho com satanás.

Satanás queria negociar com Moisés, torna-lo-ia um Faraó. Satanás disse para Moisés fazer do jeito dele, ao ver o homem brigando com o egípcio. Depois ele passou a acusá-lo. Moisés achava que faria uma grande revolução.

Não abandone o sonho de ir para o céu. Muitas vezes queremos ir para o céu do nosso jeito. Do jeito que queremos. Ouvindo musicas, usando roupas e assistindo o que queremos. Desejamos ir para o céu da nossa maneira. Nunca negocie seu sonho de ir para o céu e nuca faça da sua maneira. Não troque o céu por coisas como carro, faculdade, namoro… Não dá certo querer ir para o céu fazendo do nosso jeito.

Não foi fácil para Moisés abandonar o amor de sua mãe adotiva, sua posição elevada como neto do rei, o requinte, o misticismo de uma religião falsa, o esplendor de um culto idolátrico, a grandiosidade da arquitetura e esculturas. Renunciar e aceitar, requeria de Moisés uma luta tremenda.

Tudo deixara profundas impressões e sua mente, portanto, sofria influências em seu caráter. Mas Deus seria seu auxiliador quando o conflito fosse demasiado severo para a força humana. Moisés aprendeu a buscar a Deus. Quando saiu do Monte Sinai, seu rosto brilhava, resplandecia.

Jesus está voltando, estamos a um passo de realizar o sonho e não vibramos. A volta de Jesus interrompe: meus casamento, minha faculdade, o momento com meu filho. E ai começamos a dizer que o céu não é para nós.

Então subiu Moisés das campinas de Moabe ao monte Nebo, ao cume de Pisga, que está em frente a Jericó e o SENHOR mostrou-lhe toda a terra desde Gileade até Dã”. Deuteronômio 34:1

“E disse-lhe o Senhor: Esta é a terra que jurei a Abraão, Isaque, e Jacó, dizendo: À tua descendência a darei; eu te faço vê-la com os teus olhos, porém lá não passarás. Assim morreu ali Moisés, servo do Senhor, na terra de Moabe, conforme a palavra do Senhor. E o sepultou num vale, na terra de Moabe, em frente de Bete-Peor; e ninguém soube até hoje o lugar da sua sepultura. Era Moisés da idade de cento e vinte anos quando morreu; os seus olhos nunca se escureceram, nem perdeu o seu vigor”. Deuteronômio 34:4-7

120 anos e Moisés não entrou na terra prometida. Não realizou seu sonho. Porém morreu em paz e o próprio Deus o sepultou.

Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo, e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda”. Judas 1:9

Satanás foi brigar com Deus pelo corpo de Moisés, porém foi repreendido. Moisés foi ressuscitado por Deus e levado para o céu. O sonho de Deus é sempre melhor que o nosso. Moisés queria conhecer Canaã aqui na terra, mas Deus o levou para uma terra melhor, onde as flores nunca murcharão.

Moisés ressuscita, e la no céu Jesus diz: Moisés: do meu jeito. Sonhe com o céu, mas do jeito de Deus. Jogue fora tudo aquilo que te afasta de Deus e passe a fazer do jeito de Deus. Quando você encontrar Jesus no céu, Ele vai dizer: do meu jeito.

Rodrigo Chagas é graduado em Jornalismo pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP), Pós-Graduado em Webjornalismo e também Finanças pela Faculdade Sul Mineira (FASUL). Possui certificação em investimentos pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (AMBIMA). Atualmente estuda Teologia na Faculdade de Teologia (FAT), no Centro Universitário Adventista de São Paulo, (UNASP). É especialista em atuação comercial. Dispõe ampla vivência em gerenciamento de grandes contas PF e PJ e também com gestão de pessoas. São 14 anos trabalhando em empresas de grande e médio porte em áreas administrativas, financeiras, assessoria de comunicação, riscos de crédito e produtos. Atualmente é Editor Chefe do portal de notícias Artur Hoje. É casado com a Tatiane e pai do Davi.