• Portais do Grupo Hoje Comunicações

9 anos de promessas, reforma do teatro está saindo do papel

Teatro fechado há 7 anos

Segundo Prefeito Ivan, na sua gestão a “reforma do prédio está a todo vapor”.

Há quase nove anos, o Teatro Municipal Renné Posi está desativado e, durante todo esse esse tempo, muitos pedidos para reativação foram feitos pelos nogueirenses. Mesmo depois de várias promessas feitas por meio da imprensa, o teatro continuou de portas fechadas.

Em 2014 a expectativa da população aumentou ainda mais, quando o deputado Chico Sardelli anunciou a destinação de R$ 500 mil para a reforma do prédio.

Foto antes do início das obras. 

PRÉDIO NÃO ERA DO MUNICÍPIO

A equipe do HOJE entrou em contato com a Prefeitura pra tentar entender os reais motivos que acabaram atrasando as obras.

Em nota, a Assessoria de Comunicação, informou que “o prédio Renê Marcos Posi não fazia parte oficialmente dos bens públicos da cidade“, disse ainda que foi preciso “entrar com um processo para englobá-lo na lista de patrimônio municipal. Só depois desse procedimento é que foi iniciado o processo de licitação”.

A assessoria disse também, que  assim que regularizou  a papelada, as obras seguiram em duas etapas:

  • “A primeira é o processo de licitação para contratar uma empresa especializada. Segundo a Prefeitura, a companhia contratada vai fazer a reforma geral do espaço, ampliar e construir banheiros acessíveis”
  • “A outra etapa é a liberação de projetos para bombeiro e elétrica, que também está em licitação”

 

VERDADEIRO PATRIMÔNIO

O prédio do teatro é uma das construções mais antigas da cidade. O local já foi escola, biblioteca e vários espetáculos foram vistos ali. Agora, com a documentação regularizada, é que ele pode ser considerado público.

 

OPINIÃO DO POVO

Assinatura do convênio, em São Paulo, que liberou verba para a reforma 

Daniela Reenlsober, mora em Artur Nogueira há 20 anos, e conta que procura outras cidades como opção cultural. “Nós não temos muito o que fazer aqui nos finais de semana, uma cidade como Artur Nogueira precisava investir mais em cultura, as vezes agente gasta um dinheirão pra assistir uma programação de qualidade em outra cidade e as nossas raízes infelizmente vão sendo esquecidas. Esse teatro aí já foi muito útil para todos nós, agora infelizmente está desse jeito”, conclui Daniela.

A comerciante Joaquina Ferreira da Rocha, conta que participou de várias apresentações no Teatri Renê Marcos Posi.
“Nossa! Esse local aí ficava lotado, as vezes não tinha vaga de tanta gente que ia prestigiar os eventos. Eu não me apresentava, gostava de sentar e aplaudir os artistas. Quando olho e vejo que nossa história está sendo a cada dia abandonada me sinto triste, porque um povo sem história é um povo que não existiu e esse teatro conta um pouco da gente”, afirmou Joaquina.

 

EM ANDAMENTO

No último dia 16, a prefeitura, por meio de sua página oficial no Facebook, postou um vídeo onde o prefeito Ivan Vicensotti mostra o andamento das obras.

PRAZOS

O HOJE entrou em contato com a assessoria de Comunicação da prefeitura, mas não recebemos as respostas das seguintes perguntas:

1 – Há prazo pra que a obra seja concluída?

2 – Tem planta de como o teatro deve ficar depois de pronto?

3 – Qual o valor total do investimento? De onde vieram os recursos?
Caso a assessoria responda, mesmo que fora do prazo, colocaremos aqui o posicionamento público oficial.